Ir para conteúdo

Minha experiência com a Airbnb pela Europa

airbnb_michellandia

Olá desbravadores!

Ano passado realizei o sonho de conhecer o Velho Mundo: foram 18 dias, desbravando a Espanha e Portugal. Como foi a primeira vez por lá, optamos por destinos onde o choque cultural não fosse tão intenso e a comunicação fosse mais tranquila.

Na Espanha, ficamos hospedados em Madri e Salamanca. Já em Portugal, pernoitamos em Aveiro e Lisboa. Assim como na América do Sul, na maior parte da viagem, ficamos hospedados pelo Airbnb.

airbnb

A seguir, um comparativo entre todas as hospedagens realizadas na Europa, assim como um veredito sobre os serviços prestados em cada cidade que visitamos.

Atenção:

Antes de começar a falar sobre ­a experiência, é importante esclarecer que esta postagem se resume a uma visão pessoal do que vivenciei em termos de hospedagem, durante minha última viagem internacional, acompanhada de amigos. Não há, aqui, intenção alguma de julgar nem muito menos prejudicar qualquer empresa ou pessoa envolvida no relato. Esta é apenas a impressão que ficou de uma experiência isolada, que não necessariamente irá se repetir. O intuito, além de dividir com os leitores o que passamos nos dois países, é ajudar outros viajantes a planejarem suas próximas viagens, levando em consideração alguns aspectos importantes do quesito hospedagem.

Os cinco aventureiros estão de volta.

toledo_espanha
Foto: Mih, Deh, Dani, Day e Vânia.

Se você perdeu nossa aventura anterior, clique aqui e saiba como foi nossa experiência com o Airbnb na América do Sul.

E lá vamos nós novamente, com toda expectativa que uma viagem à Europa traz: escolher as cidades, dividir os dias, pesquisar sobre os melhores bairros para “morar” durante as férias e, por fim, analisar casa por casa. Enfim, um grande trabalho de planejamento!

O que nossa primeira experiência ensinou, e que foi fundamental para o sucesso maior da segunda, foi ler os comentários dos outros hóspedes. Mesmo cada pessoa tendo um parâmetro de exigência e expectativas diferentes, em grosso modo, as análises trazem uma excelente prévia do que o local e a infraestrutura lhe reservam – especialmente se pudermos tirar a média de um número significativo de opiniões (positivas, de preferência).

madri
Foto: Nossa vizinhança em Madri ela bem estruturada, com diversos comércios, restaurantes, estacionamentos e pontos turísticos.

Além disso, é bastante recomendável analisar a vizinhança de onde você ficará hospedado: fatores como comércio próximo, meio de transporte, iluminação, segurança, movimentação nas ruas vizinhas e local para estacionar, quando for o caso, devem ser levadas em conta na hora de escolher entre uma casa ou outra.

Na nossa conjuntura específica, como viajamos no inverno, fatores como quantidade de cobertores disponíveis e aquecimento central de qualidade também podem fazer a diferença entre uma estadia mais ou menos confortável. É muito importante que, ao escolher a casa onde vai ficar, você tenha em mente todas as necessidades para garantir, pelo menos, o conforto mínimo necessário.

O último conselho que posso dar para evitar perrengues: muitas vezes, fotos enganam! Passamos por isso em nossa experiência em Punta Del’Este. Algumas fotos estão lá apenas para encantar os olhos, desviando nossa atenção de possíveis incômodos que o local apresenta. Então, reitero: leiam os comentários de quem já esteve lá antes! Quando a esmola é muita, desconfie.

Nossas escolhas Airbnb pela Europa

 

airbnb_europa

Foto: Airbnb / Madri de 20/11 a 27/11, Aveiro de 29/11 a 01/12 e Lisboa de 01/12 a 06/12

A prática leva à perfeição! Esta viagem foi a prova desse ditado.

Todos os erros cometidos no ano anterior, nos levaram a ter uma atenção redobrada no momento de escolher os locais de estadia. Um investimento (ou garimpagem) que pode não ser o mais agradável do mundo, mas que é imprescindível, porque quase certamente será revertido em experiências fenomenais!

Madri

airbnb_madri
Foto: Airbnb / Perfil apartamento em Madri

A casa de Madri era jovial e moderna. Localizada a apenas uma quadra de uma estação do metrô, bem próxima de mercados e restaurantes, facilitou muito nossos dias como madrilenhos.

Foi perfeita para o início da viagem: o conforto oferecido fez com que nosso fuso horário bagunçado se alinhasse. Afora isso, a localização facilitou muito nossa visita aos pontos turísticos que estavam no nosso roteiro.

O sistema de aquecimento era impecável, o banheiro tinha uma excelente ducha, e o simpático anfitrião, nos deu todas as dicas para que pudéssemos aproveitar ao máximo a cidade. Foi show!

Aveiro

airbnb_aveiro
Foto: Airbnb / Perfil apartamento em Aveiro

Nossa primeira estadia portuguesa. A casa da Paty é lindíssima: tem um estilo clean, também é bem localizada e aconchegante. Da janela lateral da sala, era possível ver uma pequena igreja, digna de cartão-postal.

Houve um único inconveniente: os hóspedes anteriores haviam quebrado o chuveiro (em bom português: fizeram baderna no apartamento) e, por ser um fim de semana, nossa anfitriã não conseguiu finalizar o conserto a tempo de nos receber com todo o conforto que ela gostaria.

Era nítido o incômodo da anfitriã com a situação. Porém, o problema foi resolvido de forma satisfatória: usamos uma ducha (chuveirinho) ao tomar banho e o inesperado não chegou a comprometer nossa aprazível estadia em Aveiro.

Mais um acerto nessa viagem!

Lisboa

airbnb_lisboa
Foto: Airbnb / Perfil apartamento em Lisboa

Em uma estreita rua da capital portuguesa, ficava localizada nossa morada, onde montamos acampamento para vários dias de andanças por Lisboa. Um apartamento muito acolhedor, que fechou com chave de ouro nossas curtas mas inesquecíveis férias europeias.

Como caminhamos bastante, e as noites tornavam-se cada vez mais frias, a TV com um grande número de canais e uma cozinha super bem equipada fizeram mesmo a diferença nessa estadia.

O ritmo era: aproveitar ao máximo o sol para passear e, à noite, elaborar os mais diversos quitutes portugueses em casa, com direito a muito queijo, vinho, pães, anchovas e sardinhas… cada noite, uma delícia de banquete!

Segredo: rolou até uma sopinha para aquecer!!!

Ou seja, além de todas as atrações da Terrinha, criamos um clima bem família para o final da viagem…

E Salamanca?

Em alguns lugares, a oferta de casas pelo Airbnb ainda é escassa. Em Salamanca, gostaríamos de um local o mais próximo possível dos pontos turísticos. Acabamos não encontrando um lar no Airbnb que agradasse nossas exigências.

Contudo, entre buscas na internet e muita avaliação compartilhada, para nossa grande surpresa encontramos o Salamanca Suite Studios.

Salamanca Suite Studios
Foto: Fachada do Salamanca Suite Studios

Confesso que estou agradecendo por esse achado até hoje: nosso quarto era amplo, com acomodações confortáveis, uma linda varanda, uma pequena cozinha funcional, uma ducha maravilhosa e um chão aquecido! Pode parecer um luxo para alguns, mas nos  –7ºC fez total diferença na hora do banho. Enfim, tivemos a bênção de contar com um sistema de aquecimento que funcionava além das expectativas – resumindo: um hotel perfeito em infraestrutura, localização e atendimento.

Aliás, a localização merece um parágrafo à parte: fica a uma única quadra da Plaza Mayor mais linda que já vi na minha vida! (aceito convites para conhecer outras…) Também não fica muito distante das outras atrações que queríamos conhecer. Ou seja, fizemos todos os passeios a pé, inclusive na hora de procurar refeições, pois a localização do hotel é próxima de vários restaurantes bem avaliados da cidade.

plaza mayor salamanca
Foto: A mais linda Plaza Mayor que visitei.

Detalhe: como a essa altura da viagem já não éramos cinco, mas quatro aventureiros, conforme previsto inicialmente, ficamos todos no mesmo quarto: além de conforto, uma economia bem-vinda.

Eu indico a todos que forem a Salamanca: se tiverem condições, vale a pena pagar um pouco mais pela maravilhosa comodidade que essa hospedagem oferece. Tornou essa etapa da viagem ainda mais memorável.

salamanca
Foto: Deh, Mih, Vânia e Day

Veredito Final sobre o Airbnb na Europa

Airbnb
Foto: Divulgação / Airbnb

Se eu já indicava o Airbnb na América do Sul, na Europa ele ganhou meu coração completamente. É muito evidente como os padrões de excelência dos anfitriões, por lá, são bem mais elevados.

Acredito também que, após a experiência sul-americana com o serviço, nós ficamos mais exigentes e espertos quanto ao que observar antes de alugar uma casa. Foram muitas pesquisas, contas de custo e benefício, análises de comentários e (sim! também) perguntas pontuais que fizemos aos anfitriões ainda no Brasil, antes de decidir onde ficaríamos na Espanha e em Portugal. Importante frisar que todos eles, sem exceção, se mostraram sempre atenciosos e solícitos, diante de nossas dúvidas e necessidades.

Fiz questão de mencionar Salamanca pois não é pecado diversificar na hospedagem. Você pode alugar casas em determinados destinos e, em outros, optar por um hotel com melhor localização, mais conforto, seja o que for de melhor. Tudo é válido!

Se alguém tiver interesse em relação aos contatos das casas e do hotel, é só pedir que eu passo.

Espero que tenham gostado da postagem! Se vocês tiveram alguma experiência positiva ou negativa com o Airbnb, contem nos comentários, pode ser útil. Vamos trocar informações para ajudar novos viajantes!

Au Revoir, Ci vediamo, Hasta Luego, See you later, Até logo!

Michellândia

Nas redes 💻

✈Facebook: @blogmichellândia
✈ Instagram: @blog_michellandia
✈ Linkedin: Michelle Graça
✈ Mochileiros.com: Autora Michelle Graça

Foto Capa: Creative Commons

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: