Ir para conteúdo

Um dia de passeio pela Floresta Amazônica

floresta amazonica

Olá Desbravadores!

O convite está feito: seja bem-vindo a uma excursão incomparável e inesquecível, que vai nos tomar um dia inteiro de aventuras!

Nosso ponto de partida é o Porto do São Raimundo, em Manaus, e a excursão se chama Cruzeiro pelo Rio Negro, que é um dos maiores rios de água doce do mundo.

Falamos em aventuras, mas o passeio é totalmente seguro. Do início ao fim, estaremos acompanhados de um guia turístico.

Encontro das Águas

A primeira parada é o fascinante Encontro das Águas. Maravilhe-se com o fenômeno natural, em que as águas escuras do Rio Negro e as águas barrentas do Rio Solimões fluem juntas, mas separadamente, ao longo de quilômetros.

encontro das aguas
Foto:  Apoema Porã – Receptivo e Operador Turístico

Após o mágico espetáculo proporcionado pelas águas, a excursão se dirige para o Flutuante do Alemão.

Traduzindo: é um grande tanque instalado no Rio Negro para a pesca esportiva do pirarucu. O dono do espaço, Seu Alemão, cria os peixes no local com autorização do IBAMA.

O pirarucu é considerado um peixe gigante, que pode medir até 2 metros e chegar a pesar 200 kg! Também é conhecido como o Bacalhau da Amazônia.

Parque Ecológico de Janauari

Continuando nosso irresistível passeio, chegamos até o Parque Ecológico de Janauari.

No local, os aventureiros podem realizar uma caminhada numa trilha suspensa, para – no final da trilha – se depararem com a famosa planta aquática amazônica vitória-régia, com todo o seu exotismo e beleza.

passeio pela floresta amazonica
Foto: Apoema Porã – Receptivo e Operador Turístico

O Parque de Janauari está localizado ao largo do Rio Negro, a apenas 45 minutos de barco de Manaus. Estão concentrados, ali, vários ecossistemas da região, em grande parte acessíveis aos turistas. Diversas empresas e agências de viagens da capital amazonense promovem passeios ao parque.

A área de 9 mil hectares possui matas virgens de terra firme, várzea e igapós. Atualmente, é administrada por um consórcio turístico formado pelas empresa do setor, a partir da cessão feita pelo governo estadual.

As Vitorias-Régias

No Lago das Vitórias-Régias, uma passarela rústica mas segura leva o visitante a conhecer esta planta absolutamente única, que chega a atingir quase dois metros de diâmetro. Tratada como símbolo da Amazônia, também atrai por sua flor exuberante, cercada de lendas e mistérios.

E é nesse local atraente e agradável que os desbravadores também têm o privilégio de avistar, em seu habitat natural, os curiosos e espertos macacos de cheiro. Sempre sociáveis (ou oportunistas, interesseiros!), eles chegam bem perto da gente, para exibir sua formosura – e para receber em troca suculentas bananas…

macacos
Foto: Apoema Porã – Receptivo e Operador Turístico

Após a contemplação de mais um espetáculo da natureza, é chegada a hora de desfrutar de um almoço regional em grande estilo.

O banquete é servido em um restaurante flutuante, o “Rainha da Selva”. A bordo, o turista pode se deleitar com uma imensa variedade de pratos típicos da Região Norte. Além de muitas frutas e saladas, destaque para os pratos feitos à base de peixes do Rio Negro e adjacências.

Uma delícia!

Para ajudar a fazer a digestão, após o almoço, vale dar uma andadinha para conferir o artesanato singular dos ribeirinhos, que são vendidos no local. Uma ótima opção para quem deseja levar lembranças da viagem.

Boto Cor de Rosa

Uma das paradas mais aguardadas da excursão é a Interação e Nado com Botos.

boto-cor-de-rosa
Foto: Creative Commons

Não faz muito tempo, esses animais eram considerados exclusivamente selvagens. Mas alguns deles acabaram sendo domesticados por famílias da região, o que permite que os visitantes tenham uma aproximação incrível (e inesquecível) com esses simpaticíssimos mamíferos de água doce.

Detalhe: essa espécie só é encontrada na Amazônia.

Tribo Indígena

Após o adorável encontro com os botos, nossa excursão chega à reta final – já deixando saudades… Mas, ainda tem atração no farto cardápio: é hora de Interação e Visitação a uma Tribo Indígena.

O pajé nos dá as boas-vindas e convida todos a entrarem na oca principal. O lugar é enorme, com chão de terra batida, paredes e teto de sapê.

Em seguida, recebemos explicações sobre a origem da tribo e o peculiar modo de vida deles, em integração com a natureza. Durante a visita, a tribo faz uma pequena demonstração dos rituais que preservam.

tribo amazonica
Foto: Apoema Porã – Receptivo e Operador Turístico

Eles dançam, tocam instrumentos e, no fim, convidam visitantes a participarem de uma cerimônia. Escolhem alguns integrantes do nosso grupo, pegam suas mãos e os levam para o ritual.

Visitar uma tribo e conhecer um pouco do seu cotidiano é uma experiência muito marcante – como uma privilegiada viagem no tempo, de volta à época em que as caravelas portuguesas chegaram à costa brasileira.

De um momento para o outro, nos defrontamos com uma realidade de certa maneira “primitiva”, mas simples e acolhedora, na qual os indígenas parecem estar “de bem com a vida”.

Instantes raros, em que nos vemos imersos numa comunidade que não apresenta qualquer sinal de toda a modernidade que normalmente temos em nosso dia a dia urbano.

Tão próximo da cidade grande…

Tudo isso, com uma curiosidade: estamos mergulhados na floresta, em companhia da tribo, mas sabendo que estamos relativamente perto de uma das maiores cidades do Brasil.

manaus
Foto: Creative Commons

Por fim, todos se dirigem ao barco, que começa a deslizar pelo Rio Negro, de volta a Manaus…

Aproveitamos o tempinho que nos resta para apreciar mais uma vez a paisagem imponente da Amazônia, com seus vastos territórios de mata ainda intocada (que assim permaneça!) e estradas fluviais que estão entre as mais portentosas do planeta.

Muitos pensamentos e sentimentos invadem nossas mentes e corações… Entre as múltiplas emoções, um gostinho de… Quero Mais!

Texto: Apoema Porã – Receptivo e Operador Turístico

Gostou da matéria sobre o passeio pela Floresta Amazônica? Que tal dar uma espiada, então, em outra reportagem? Acho que você vai gostar bastante dos Dez Lugares Para Conhecer no Brasil Em 2018. Clique aqui e confira.

Au Revoir, Ci vediamo, Hasta Luego, See you later, Até logo!

Michellândia

Nas redes 💻

✈Facebook: @blogmichellândia
✈ Instagram: @blog_michellandia
✈ Linkedin: Michelle Graça
✈ Mochileiros.com: Autora Michelle Graça

Foto Capa: Creative Commons

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: