Ir para conteúdo

Dicas de Ubatuba parte II: O que fazer além das praias

ubatuba

Olá Desbravadores!

Ubatuba é internacionalmente conhecida por suas belezas naturais. Mas a cidade tem muito mais a oferecer além de suas mais de cem praias – lembrando que no artigo anterior que escrevi aqui para o Blog Michellândia, Dicas de Ubatuba: praias para conhecer, sugeri algumas bem interessantes para você visitar (caso ainda não conheça).

Agora, tenho a oportunidade de dar algumas dicas do que fazer além das praias, afinal de contas há muito para aproveitar na região além de curtir o dia diante ou dentro do mar.

Na verdade as opções são tantas, e para todos os públicos, que é desafiador resumir todas elas em um só artigo. Por isso darei apenas uma pincelada, desejoso de que lhe sejam úteis e contribuam de algum modo para ampliar seu leque de opções ao planejar a trip.

 

Festas tradicionais de Ubatuba

festa-ubatuba
Foto: Go Ubatuba

Quem visita Ubatuba apenas no verão, talvez não saiba que em quase todos os meses temos festas tradicionais realizadas no município. Algumas mais conhecidas pela divulgação, como a famosa Festa do Camarão, outras praticamente desconhecidas do público.

A mais antiga é a Festa de São Sebastião do Bonete, que em 2018 já teve sua 170ª edição, realizada em janeiro. Uma das poucas celebradas durante o verão, aliás.

Já a Festa de São Pedro Pescador acontece tradicional e religiosamente entre junho e julho. Este ano, a 95ª edição foi realizada entre 27 de junho e 1 de julho. No feriado de Corpus Christi, a encenação da Paixão de Cristo também tem atraído um grande público. Muitos viajantes aproveitam “o pretexto” da celebração religiosa para visitar a cidade.

Essas são algumas das festividades mais populares. Porém, existem várias outras que não abordarei aqui porque ainda preciso falar de outras opções que Ubatuba oferece além das ondas…

 

Atrações para todos os gostos

Muitas pessoas querem saber o que fazer durante a noite, com chuva, com crianças, etc. Existem pelo menos duas opções excelentes, ambas na região central da cidade: o Aquário de Ubatuba e o Projeto Tamar.

Um pouco sobre o Aquário de Ubatuba

Na Barra da Lagoa, um bairro relativamente pequeno (e novo), localizado entre o Centro da cidade e o bairro do Itaguá, está o Aquário de Ubatuba.

Ele é um dos pontos turísticos mais procurados, e indicado para todos os públicos. O principal objetivo do Aquário não é expor os animais, mas – em vez disso – promover a educação ambiental.

Seus fundadores acreditam que por meio da educação vem a conscientização e, consequentemente, a preservação do ambiente marinho. Todo o circuito é autoexplicativo e didático, com placas informativas sobre o que é mostrado.

São inúmeros tanques, inclusive de água doce, onde os visitantes podem conhecer mais de 300 espécies de animais. O Pinguinário e o Tanque de Toque são os tanques mais procurados.

 

O Aquário de Ubatuba é, além de tudo, uma excelente opção do que fazer com crianças e com chuva. O espaço é totalmente coberto e traz uma área de recreação educativa infantil no interior, assim como lanchonete e outros atrativos para quem quiser aproveitar o máximo de tempo ali.

Acesse a página do Aquário de Ubatuba no Ubatuba Guide para obter informações completas, inclusive sobre o valor da entrada e horário de funcionamento (que varia de acordo com os dias da semana e o período do ano). Você também encontrará informações detalhadas sobre todos os tanques e diversas espécies.

O Aquário fica na Rua Guarani, 123, próximo da Praça da Baleia, e faz fundos com a Praia do Cruzeiro ou de Iperoig. 

Centro de Visitantes do Projeto Tamar

aquario-ubatuba

Diferente do Aquário, onde você pode conhecer inúmeras espécies em um espaço totalmente coberto, no Projeto Tamar você encontrará apenas animais da família das tartarugas.

Como o nome sugere, as Ta(rtarugas) Mar(inhas) são a razão de existir do projeto. Existem apenas sete espécies de tartarugas marinhas no mundo, sendo que no Brasil temos cinco delas. Todas se encontram sob algum nível de ameaça à sua existência.

Com sorte, será possível conhecer todas as cinco espécies no Centro de Visitantes do projeto em Ubatuba. Entretanto, as mais comuns por aqui são as Verdes.

Se você estiver com crianças, uma ótima dica é chegar no espaço por volta de 15h, pois às 16h os pequenos poderão alimentá-las. Mas, atenção: antes é preciso se cadastrar, e isso é feito por volta de 15h30. A alimentação ocorre nas proximidades do espaço infantil.

Aliás, existem diversos espaços, tanques e recintos, onde os visitantes, adultos e crianças, poderão aprender sobre a biologia das tartarugas marinhas.

Diferentemente do Aquário, que é privado, o projeto Tamar está vinculado ao Terceiro Setor. Contudo, ambos têm como missão a educação ambiental. De todo modo, uma diferença perceptível entre eles é que no Tamar você encontrará uma quantidade maior de monitores para auxiliar na visita e prestar informações.

Compras, lembranças e artesanato

casa-do-artesao-de-ubatuba

Geralmente, quem viaja para um lugar pela primeira vez deseja levar para casa uma lembrancinha. Seja para recordar a viagem que fez, seja para presentear pessoas queridas. Há ainda quem simplesmente gosta de comprar.

A região sul de Ubatuba é comercialmente mais desenvolvida que a norte, porém é na região central que estão concentrados os principais comércios, especialmente nos bairros do Itaguá e no próprio Centro.

Neste último, você encontra uma maior variedade de lojas, com diversidade de preços maior também. Já o bairro do Itaguá oferece boa variedade mas com uma faixa de preços quase sempre um pouquinho mais elevada.

Existem três feirinhas populares em Ubatuba, onde você pode adquirir com facilidade muitas lembranças e artesanatos. São elas: a Feirinha da Maranduba, a da Praia Grande, e a mais tradicional e conhecida, localizada na Avenida Iperoig e referenciada como Feirinha de Ubatuba ou Feira de Artesanato, antigamente chamada de Feira Hippie.

Ela fica na orla da Praia do Cruzeiro ou de Iperoig, no coração do município. Bem próxima a ela fica a Casa do Artesão de Ubatuba, onde são expostos produtos e criações de diversos artistas da cidade.

Entre o Centro e o Itaguá fica a Rua Guarani. Ela tornou-se indispensável no roteiro de muita gente, porque ali você encontra lojas variadas, além de restaurantes, pizzarias, hospedagens, bares e tudo mais.

Já no Itaguá, a Avenida Leovigildo Dias Vieira, da orla, assim como a Rua Capitão Felipe, principal via de acesso para as praias do Tenório, Vermelha do Centro, Cedrinho e Praia Grande, são as principais.

Assim como na Rua Guarani, a Avenida Leovigildo oferece uma boa variedade de lojas, estabelecimentos do setor hoteleiro e gastronômico. É nela que fica também o Shopping Porto Itaguá, com cerca de 40 lojas e o principal do município. Na Capitão Felipe, mais uma vez você tem à disposição muitas lojas de artigos de praia, bem como outros tipos de estabelecimentos.

 

Faça uma parada nos Mirantes

mirante-do-saco-da-ribeira-ubatuba

Se você está apenas de passagem mas ainda assim deseja conhecer um pouquinho da cidade, os Mirantes se mostram uma boa opção.

Do alto deles, é possível ter uma vista panorâmica de diversos pontos de Ubatuba. Com um detalhe: eles estão distribuídos de norte a sul do município.

Na região sul, estão os mais conhecidos e de fácil acesso, tais como o Mirante do Saco da Ribeira, o Mirante da Enseada e o Mirante que fica entre a Praia Grande e a Praia das Toninhas.

mirante-entre-praia-grande-praia-das-toninhas-ubatuba

Todos os mirantes são facilmente acessados pelas margens da rodovia e oferecem lugar para estacionar, não sendo necessário deixar o veículo na estrada.

Algo importante para se tomar nota é que, mesmo com a belíssima vista, eles não possuem infraestrutura comercial ou turística. A única exceção é o Mirante da Praia Grande/Toninhas, onde há um quiosque. Os outros tendem a ficar esquecidos e, de fato, não recebem os devidos cuidados, tal como limpeza de lixo ou corte do mato no entorno. Espere uma bela paisagem, se você investir numa vista panorâmica, mas saiba que provavelmente vai encontrar lugares sem a devida manutenção.

Na região norte, o Mirante da Praia do Félix, muito referenciado como Belvedere, oferece um belo visual da Ilha do Prumirim, assim como do Ilhote e de algumas outras ilhas.

mirante-da-praia-do-felix-ubatuba

Um pouco adiante, no sentido Paraty, você encontrará o Mirante Montealegre e, mesmo sem sinalização indicando sua existência, ele é o que oferece a vista mais ampla da região, permitindo avistar diversas ilhas, com destaque para a dos Porcos e das Couves, mais ao fundo.

Tour pelo centro de Ubatuba

A especulação imobiliária devastou grande parte dos edifícios históricos de Ubatuba, em nome do progresso e do desenvolvimento. Você encontrará alguns resquícios de uma Ubatuba que, outrora, foi detentora de prestígio nacional por seu PIB.

A maioria dos edifícios históricos preservados encontra-se na região central da cidade, sendo o Sobradão do Porto e a Igreja Matriz dois dos principais representantes de uma história recente, infelizmente destruída pela ganância e sede de lucro a qualquer preço.

casarao-do-porto-ubatuba-sobradao-do-porto-ubatuba

Atualmente no Sobradão do Porto são realizadas exposições, assim como oficinas artísticas e culturais, além de outras atividades. O espaço é administrado pela Fundart (Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba) e fica na Praça Anchieta, no final da Avenida Iperoig sentido Perequê-Açú.

A Igreja Matriz, por sua vez, mantém a tradição religiosa cristã e realiza festas ao longo do ano, tais como a do Divino e a de São Pedro Pescador. Ela fica na Praça Exaltação da Santa Cruz, próxima ao Teatro Municipal e ao Calçadão, poucos metros distante da orla da Praia de Iperoig.

igreja-matriz-de-ubatuba

Nas proximidades, você encontra o Mercado de Peixes, a Casa do Artesão e a Feirinha Hippie, assim como estátuas/monumentos de São Pedro Pescador e do Padre José de Anchieta, que intermediou as negociações da Paz de Iperoig, apontado como o 1º Tratado de Paz entre Índios e Brancos das Américas.

Ainda na região central, na mesma praça do Antigo Fórum, você pode visitar o Museu Histórico Washington Oliveira, que outrora foi a cadeia da cidade.

Seguindo no sentido Itaguá, está a Praça do Trópico de Capricórnio. Se você já ouviu algo do gênero Ubatuba, o verão começa aqui, não é só slogan. Ubatuba é a única cidade litorânea do Brasil onde passa a linha imaginária do Trópico de Capricórnio.

Por fim…

Com essa deixa, apesar de escrever esse texto em pleno início de inverno, deixo o convite para você conhecer nossa querida Ubatuba – ou para voltar aqui, caso já conheça. Atrações não faltam para visitar a região mais de uma vez.

Foi um prazer imenso escrever esses dois artigos para o Blog Michellândia, e espero receber convites num futuro próximo para compartilhar com os leitores mais dicas sobre esse paraíso turístico e ecológico.

Abraços, até breve!

Deyves Martins

 

Hospedagem em Ubatuba

Este ano, tive o imenso prazer de conhecer esse paraíso que é Ubatuba. E a hospedagem fez total diferença, tanto pelo conforto oferecido quanto pela facilidade de acesso, além da linda paisagem ao redor. Nossa indicação é a Burung Flats, hospedagem com qualidade e preço justo em Itamambuca.

Fotos: Burung Flats

 

Au Revoir, Ci vediamo, Hasta Luego, See you later, Até logo!

Michellândia

Nas redes 💻

✈Facebook: @blogmichellândia
✈ Instagram: @blog_michellandia
✈ Linkedin: Michelle Graça
✈ Mochileiros.com: Autora Michelle Graça

Foto Capa: Blog Michellândia

Anúncios

2 comentários em “Dicas de Ubatuba parte II: O que fazer além das praias Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: