Vale a pena ir para Visconde de Mauá? Por Viscondedemaua.Blog

Olá desbravadores!

Foram 3 horas viajando de carro até Penedo. Depois, quase 1 hora subindo a montanha. Chegando no coração da região, seguíamos a 10km/h, já que estávamos, literalmente, percorrendo as estradas aos pés da Serra da Mantiqueira!

Pode parecer um tanto desgastante essa jornada inicial, até chegar ao nosso destino, mas quem ama a arte de explorar novas paisagens pode ter uma das experiências mais incríveis caso decida passar uns dias na região de Visconde de Mauá.

O barulho do rio, o canto dos pássaros, as manchas vermelhas nas árvores de tão puro que é o ar, as cachoeiras revigorantes, as trilhas – leves ou desafiadoras – e as aventuras no meio da mata, além de uma gastronomia de tirar o fôlego, a lareira aquecendo as noites mais frias do inverno, o clima mágico da serra, tudo isso é o que definitivamente faz valer a pena uma viagem a Mauá.

Quer saber o que mais encontrar por lá? Então, continue conferindo o post 😉

visconde de maua
Foto: Cachoeira no Vale do Alcantilado

As Vilas de Visconde de Mauá

Vilarejos charmosos fazem parte da região, sendo os mais famosos: Maringá, Mauá e Maromba. Entre os menos famosos, mas que atraem uma atenção cada vez maior dos visitantes, temos o Mirantão e o Vale do Pavão.

São muitos e muitos vales, montanhas e cachoeiras, vários deles exploráveis apenas através de um 4×4 ou quadriciclo. Mas para quem quer o mínimo de badalação, com o máximo de descanso e contemplação, vale a pena fazer esse investimento. São verdadeiros refúgios para quem acredita que a natureza pode ser o melhor remédio para a alma.

Vila de Maringá

É a área mais desenvolvida comercialmente, ideal para quem deseja ficar bem localizado e curtir os restaurantes mais elogiados. O visitante continua cercado pelo verde, mas com uma infraestrutura de lojinhas que se assemelham a um shopping a céu aberto.

maringá
Foto:  Vila de Maringá

Vila da Maromba

Aqui é possível encontrar alguns dos principais cartões-postais da região: a Cachoeira do Escorrega e o Poção 7 Metros.

Num deles, você – como o próprio nome sugere – escorrega num tobogã natural. No outro, você pode dar um pulo em grande estilo, já que a altura da pedra até o fundo da piscina natural possibilita a execução de saltos ornamentais. Mas a maioria das pessoas se contenta com o tradicional tibum na água, sem maiores estripulias, porque (convenhamos) sete metros já é uma aventura e tanto!

cachoeira
Foto: Cachoeira do Escorrega

Vila de Mauá

Essa é a primeira vila com que nos deparamos quando chegamos à região. Apesar do comércio ser ainda incipiente, grandes pousadas – como a Mauá Brasil – oferecem o que há de mais sofisticado e aprazível para quem busca uma hospedagem mais luxuosa.

Temos ali, também, a famosa trilha da Pedra Selada, que conduz a um dos mirantes mais estonteantes que você pode imaginar.

vila maua
Foto: Viscondedemaua.Blog

Mirantão e Pavão

O Vale do Pavão é famoso pelo Poço do Marimbondo, uma das maiores piscinas naturais que você encontra na região, enquanto o Vilarejo do Mirantão leva para a Cachoeira das Antas, no Vale das Flores.

São atrações bastante procuradas nas agências de passeios da região – até porque para adentrar esses locais, o ideal mesmo é por meio de veículos off road, oferecidos pelas agências.

10 dicas para quem estiver indo para Visconde de Mauá

Se você quer explorar de verdade todos esses lugares apaixonantes, vale a pena se ligar nessas dicas:

  1. Leve roupa confortável e uma mochila para trilhas, com repelente, protetor solar e água. Acho aquelas toalhas mágicas muito práticas para poder mergulhar nos rios e depois guardá-las sem gerar tanto volume.
  2. É recomendável levar um tênis antiderrapante.
  3. Como é clima de montanha, não tem como esquecer o agasalho. A temperatura cai vertiginosamente à noite. No inverno, não pode faltar luva, gorro, cachecol e bons casacos para aquecer.
  4. Cuidado redobrado nas cachoeiras, principalmente se estiver com crianças. Até a última vez que fomos, não tinha posto de saúde próximo.
  5. Não há caixas eletrônicos, e nem todos os locais aceitam cartão de crédito. Estejam precavidos!
  6. Leve em conta que as estradas são predominantemente de terra. Assim, não deixe de revisar bem o carro, priorizando os itens de segurança. Farol de neblina, estepe, lanterna e calibragem média (para maior aderência) são pontos importantes. Veículos 1.0 costumam trafegar com mais dificuldade. Para reforçar o contato do carro com o solo, não devemos calibrar os pneus no máximo.
  7. Evite também pegar a estrada muito cedo ou muito tarde, em função da névoa, que pode se intensificar e dificultar a visão de quem dirige.
  8. Com relação à telefonia, as melhores operadoras nessa região são Vivo e Claro.
  9. Compre lenha no centro das vilas, se for usar a lareira, pois normalmente as pousadas não disponibilizam o material ou então costumam cobrar o dobro na prática da revenda para os clientes.
  10. Os restaurantes e pensões são majoritariamente caseiros, de modo que os pratos são preparados “um de cada vez”. Você pode ter que esperar bastante algumas vezes, então fuja do horário do “rush”, especialmente nas altas temporadas. Nessas épocas, recomenda-se a ida para os estabelecimentos ainda sem estar sentindo “aquela fome”, normalmente uma hora antes da fome realmente apertar.

 

E você? Já foi para Visconde e tem uma dica para compartilhar?

Ou ficou animado, depois de ler esse texto e ver as fotos, e gostaria de saber mais sobre a região?

Então queremos deixar um convite para que você visite um portal com conteúdos exclusivos, onde contamos tudo o que encontramos de bom na região: Guia Visconde de Mauá.

Au Revoir, Ci vediamo., Hasta Luego, See you later, Até logo!

Michellândia

Nas redes 💻

✈Facebook: @blogmichellândia
✈ Instagram: @blog_michellandia
✈ Bloglovin’: Michellândia
✈ Linkedin: Michelle Graça
✈ Mochileiros.com: Autora Michelle Graça

Foto Capa: Creative Commons

 

Anúncios

2 comentários em “Vale a pena ir para Visconde de Mauá? Por Viscondedemaua.Blog

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s