Você tem medo de viajar? Por Tati Santana

Alô, alô, desbravadores!

Eu sou a Tati Santana, do Escritora de Quinta, e fui convidada pela Mi para escrever esse texto e abrir o meu coração.

Tenho 25 anos e nunca viajei para fora do país. O mais longe que fui, foi até Curitiba, e com uma agência de viagens que monitorou todo o meu final de semana. Não me julgue, caro desbravador, mas não me arrependo de ter contratado o serviço, foi uma jornada incrível.

Nunca saí do Brasil, mas meu sonho, por mais clichê que seja, é conhecer Paris. Sou apaixonada pela cidade, mesmo com todos aqueles que olham para mim e me falam que o lugar é sujo, que parisienses são grosseiros, que eu deveria conhecer outro lugar – seja lá qual for o tipo de coisa que as pessoas costumam dizer para discordar de alguém, sigo apaixonada e com o coração batendo mais forte quando penso na possibilidade de realizar esse sonho.

Este ano, eu tinha decidido que iria viajar de qualquer maneira, que riscaria da minha lista de sonhos esse sonho em particular, que já me acompanha há um bom tempo. Mas algumas coisas começaram a acontecer, fora do que eu estava planejando…

Se eu quisesse mesmo conhecer Paris, teria que ir sozinha. Isso mesmo, chegaria à Cidade Luz no mais famoso “Me, MySelf and I”. Mas eu não sei falar inglês fluente, muito menos francês, e além disso eu nunca andei de avião!

Enfim, pergunto a vocês: como é que eu acalmo esse medo gritante que pulsa em mim, diante dessa possibilidade tão sonhada? Que dilema, que drama!

eiffel-tower
Foto: Creative Commons

Sou uma pessoa medrosa, preciso ser sincera com vocês. Quando digo medrosa, por favor, não sejam generosos comigo, não tentem minimizar o problema, pois REALMENTE sou medrosa.

Tenho dificuldade em arriscar, dar a cara a tapa, correr o risco de lidar com situações não planejadas. Agora mesmo, escrevendo esse texto, consigo listar todas as coisas ruins que podem acontecer comigo, a partir do instante que eu embarque em um avião para Paris sozinha.

Eu não tenho o dinheiro suficiente… Eu não sei nada sobre viagens internacionais… A única experiência que tenho, nesse âmbito, é quando “viajo” assistindo minhas séries e filmes favoritos… Além disso, eu não domino o bastante línguas consideradas imprescindíveis para alguém se comunicar lá fora…

É claro que fico imensamente triste quando me sinto incapaz de conseguir encarar essa empreitada sozinha, quando penso em todas as coisas que podem dar errado, em tudo de negativo que pode acontecer… É como se algo bloqueasse qualquer pensamento positivo, todas as coisas boas (vivências maravilhosas!) que poderiam surgir nessa aventura tão desejada!

Sei que existem milhares de frases prontas para acalmar esse meu medo. Sei que existem muuuitas mulheres que já foram, que estão indo neste momento, e que ainda irão (sozinhas) para tudo que é canto do planeta, qualquer tipo de lugar, sem maiores hesitações – e sem se arrepender depois.

Sei que milhares de turistas (desbravadores) preferem viajar desacompanhados, donos de seus próprios roteiros e destinos. Mas…

liberdade
Foto: Creative Commons

É minha primeira vez. Quando reflito sobre isso, quando vislumbro o horizonte à minha frente, parece que meu medo se torna ainda maior. Imagina: eu, sozinha diante desse mundão! Olha o tamanho do desafio, olha a dimensão da… oportunidade!

Será que eu vou tomar coragem e aproveitar??? Tomara que sim!!!

Quem quiser me mandar palavras de incentivo, de encorajamento, é só ir ali embaixo e escrever nos comentários. Vou agradecer muito!

Aliás, muito obrigado por terem vindo comigo até aqui. Ótimas Viagens!

Au Revoir, Ciao, Hasta Luego, See you later, Até logo!

Michellândia

Nas redes 💻

✈Facebook: @blogmichellândia
✈ Instagram: @blog_michellandia
✈ Bloglovin’: Michellândia
✈ Linkedin: Michelle Graça
✈ Mochileiros.com: Autora Michelle Graça

Foto Capa: Creative Commons

Anúncios

8 comentários em “Você tem medo de viajar? Por Tati Santana

  • Miiiii, obrigada pelo convite e por mais uma vez estar por aqui no Michellândia! Sabe que quando eu for realizar esse sonhos suas dicas e posts daqui serão as primeiras coisas que irei procurar ❤ Obrigada, mais uma vez, por inspirar tanto desbravadores (inclusive eu, que tô mais pra desbravadora iniciante) ❤

    Curtido por 1 pessoa

  • Ah mais uma coisa, tem uma música que eu amo do Green Day, tenho até a frase tatuada em mim: it’s something unpredictable (é algo imprevisível). Esse algo é a vida… Não deixa ela ir sem que vc tenha curtido pra caramba! (A música é good riddance)

    Curtido por 2 pessoas

  • Tatiiiiii!!!! Eu tbm nunca viajei sozinha e pra falar a verdade eu tbm teria muito muito medo. Eu sou medrosa assim como você, tenho medo de mar, tenho medo de radicalidades, tenho medo de mudanças, tenho medo de me perder…. Além disso tbm sou negativa e penso em todas essas coisas que podem dar errado sem nem pensar que a maioria vai dar certo….
    Mas ainda assim eu viajo. Pois viajar me faz melhor, me faz perceber que as coisas tem que dar errado msm, pois se não que graça teria e que experiência vc tiraria disso. Eu não posso dizer que meu medo some ou diminui, eu só enfrento!
    Eu queria mergulhar em San Andrés, eu nem dormi um dia antes de tão tensa q eu estava, eu enfrentei o máximo que eu pude, mas não consegui…. Nesse caso, se eu fosse eu corria risco de não conseguir respirar. Mas oq uma viagem a Paris pode fazer a vc?! Provavelmente tbm não vai conseguir respirar, mas por um bom motivo, tbm pode passar por vários perrengues por não falar nenhuma língua, mas e daí?! Vc continuará viva!
    De uma medrosa para a outra: se joga miga!

    Curtido por 2 pessoas

    • De uma medrosa para a outra: AI MEU DEUS EU AINDA VOU ENCARAR ESSE MEDO! É algo que estou trabalhando todos os dias, pensando em coisas que podem diminuir e todas vocês registrando suas viagens em seus blogs me inspiram demais. Obrigada, Ka! Vou procurar a música do Green Day depois e fé no pai que uma hora o medo sai (ou pelo menos diminui um pouco) kkkkk ❤

      Curtido por 1 pessoa

  • Tatielen! Força na peruca mulher, pode dar muita coisa errada? Claro!! Mas com certeza as coisas boas superarão.
    As vezes não realizamos nossos sonhos por medo e o arrependimento torna-se gigante.
    Tem uma frase que levo pra vida “É melhor se arrepender de um dia ter errado do que se arrepender de nunca ter tentado”.
    Bora pra Paris, passar vergonha no aeroporto tentando entender a moça de imigração (quem sempre? hahaha), se comunicando com gestos, encarar a moça do MC Donalds que é chinesa, fala inglês e te atende em Paris e ainda quer que você entenda ela hahahaha.
    Mas no fim disso tudo o seu ganho cultural será incalculável. Terá conhecido a Torre Eiffel, museu do Louvre, vai passear linda e plena pela Champs-Élysées (não sei se escreve assim), tirar foto toda blogueira no passeio de barco pelo Rio Sena e chama as azamiga (eu) quando decidir ir.

    Curtido por 2 pessoas

    • A moça chinesa do Mc Donald’s foi demais! Hahahahaha Li seu comentário umas duas vezes imaginando as cenas da minha pessoa plena e blogueira no barco do rio Sena (sem perder a classe e deixar o medo de cair no rio aparecer kkkkk). Obrigada, Helô! É muito importante esse incentivo de vocês, uma hora, se Deus quiser, terei a coragem e realizarei esse sonho ❤

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s