Ir para conteúdo

We can do it! By Michele de Souza Cezar

Olá desbravadores!

Quando fui convidada a escrever um artigo sobre o que é ser mulher, me deparei com a seguinte questão: sobre o que eu vou falar?

Conversando então com a Michelle sobre isso, percebi o quão falha somos por não nos questionarmos todos os dias a respeito desse assunto.

Nas minhas divagações, que resultaram neste artigo, comecei a pensar nas mulheres da minha família. Nunca tinha pensado nelas como guerreiras, como mulheres corajosas ou até mesmo empoderadas.

Isso me fez lembrar da minha avó paterna, que viveu uma vida de abusos e sofrimento. Nunca deixou que sua doença cardíaca lhe tirasse a garra e a força para trabalhar e ajudar no sustendo da família. Ela viveu um relacionamento extremamente abusivo e só libertou-se quando “todos os seus filhos já estavam encaminhados na vida”.

#naocausecomaminhacausa
Durante o mês de Março use #naocausecomaminhacausa em suas fotos, elas podem ser repostadas no nosso Instagram.

Ainda assim, mesmo depois da separação, teve um bom relacionamento com seu ex-marido. Quando meu avô estava prestes a morrer, ela estava lá, ao lado dele, cuidando dele, nos dando o maior exemplo de perdão e humildade.

Como eu vejo isso hoje? Ela sofreu, chorou, se libertou, e perdoou.

Cara, que mulherão da po*** é minha avó!

Olhei para minha mãe, em seguida, e vi uma mulher que foi capaz de sair de um relacionamento morto. Vi uma mulher corajosa, capaz, pegando o último fio de esperança de uma vida melhor sozinha e o segurando firme, agarrando-se a ele.

Só consigo pensar em uma coisa: ela saiu da inércia como mulher, como pessoa. Se descobriu como ser humano!

faust-3217339_640
Foto: Creative Commons

E por último, minha sogra. Uma mulher que criou dois filhos sozinha. Que nunca quis se casar novamente. Que se doou até o último instante para dar do bom e do melhor para os filhos. Que enfrentou preconceitos por ser mãe solteira. Ela nunca falou abertamente sobre isso, mas se nos dias de hoje mães solteiras são julgadas e apontadas pelos dedos acusadores da sociedade, imagina há 30 anos? Ela provou que a mulher consegue, sim!

Se eu falasse aqui de cada mulher da minha família, levaria dias, talvez anos discursando. O que quero explanar neste artigo, é que ser mulher é ser capaz, é ter coragem, é querer e poder. É fazer a diferença, mesmo não sendo notada. É abnegar-se em prol de quem ama. É viver para os filhos e morrer por eles. Na minha concepção, mulher é sinônimo de resiliência.

A linda Michele de Souza Cezar tem 26 anos, blogueira catarinense, com oInstagram repleto de dicas bacanas que facilitam o dia a dia.

Au Revoir, Ciao, Hasta Luego, See you later, Até logo!

Michellândia

Nas redes 💻

✈Facebook: @blogmichellândia
✈ Instagram: @blog_michellandia
✈ Bloglovin’: Michellândia
✈ Linkedin: Michelle Graça
✈ Mochila Brasil: Autora Michelle Graça

 

Anúncios

2 comentários em “We can do it! By Michele de Souza Cezar Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: