We can do it! By Rogério Imbuzeiro

Olá desbravadores!

Neste mês em que o blog abriu suas páginas para dedicar-se com exclusividade à luta das mulheres, fomos todos atingidos pela morte brutal da vereadora carioca Marielle Franco.

Ela representava muito mais do que uma parlamentar. Liderança negra, nascida e criada em favelas do Rio, Marielle também era um símbolo da resistência LGBT à expansão da intolerância e do ódio na nossa sociedade.

Na coluna de hoje, damos espaço para a crônica do jornalista carioca Rogério Imbuzeiro, que estava na manifestação/homenagem que reuniu dezenas de milhares de pessoas no Centro do Rio na última quinta-feira, e traz o seu relato.

#naocausecomaminhacausa
Durante o mês de Março use #naocausecomaminhacausa em suas fotos, elas podem ser repostadas no nosso Instagram.

Marielle Franco:Presente!

Por Rogério Imbuzeiro

Querida Marielle!

Eu estava lá na Lapa, quando você foi ao encontro dos seus eleitores para a festa da vitória, naquele inesquecível 2 de outubro de 2016. E que festa! Quanta alegria, quanta esperança! Quantos abraços!!!

Tinha conhecido você algumas semanas antes, por intermédio da minha filha mais nova, Clarice. Estudante de Serviço Social, na UERJ, ela fazia campanha para você com brilho nos olhos. Conseguiu muitos votos na família, que logo também se tornou militante da Marielle, após conhecer a sua atuação em algumas das comunidades mais pobres do Rio. O brilho nos olhos foi contagiante, e conseguimos dezenas de votos para aquela jovem e bela mulher.

O que mais me atraiu foi sua luta em defesa da diversidade e contra a desigualdade. Inclusão social e respeito ao próximo, com muito engajamento e amor. Eu não poderia querer outra coisa de um candidato – uma candidata diferenciada, você!

Desde então, quase não ouvi mais falar da Marielle, arrastado que fui pelas batalhas cotidianas por trabalho, dinheiro e dignidade no sustento da família.

Mas eu estava “tranquilo”, afinal você havia sido eleita. Você estava lá na Câmara dos Vereadores, nos representando!

Voltei a ouvir falar no seu nome na quarta-feira, quando já ia me deitar, pouco antes da meia-noite. Li a notícia trágica e só consegui pegar no sono por volta das quatro da manhã, após muitas lágrimas, conversas e mensagens, quando procurei mais consolar do que ser consolado, embora a dor fosse imensa.

marielle
Lindo desenho recebido via Whatsapp com a #mariellepresente

Todos os mártires da história

Por mais que a gente saiba que a luta é essa mesma, que a evolução humana em grande medida é escrita com o suor e o sangue dos mártires, quando acontece tão perto da gente, é um baque!

Confesso que senti “um desânimo” no meio da madrugada de quinta-feira. Minha vida tem sido tão rica de possibilidades, encontros e realizações, que eu vinha me sentindo quase sempre muito contente. Mas, de repente, uma notícia daquelas! Clarice me disse que estava sem chão. Eu me senti subitamente devastado, sem mais motivação.

Mas felizmente durou muito pouco aquele estado. Porque a luta continua, o jogo é esse – até o dia em que a vida realmente for muito melhor no planeta, para todos os seres humanos.

Acredito que no plano espiritual você tenha sido acolhida e acariciada como poucos. Minha mulher, Germília, disse que provavelmente as Falanges da Luz deixaram que você desse uma olhadinha, mesmo que bem rápida, na homenagem-manifestação de ontem – em várias cidades brasileiras, mas com uma intensidade incrível aqui no Rio de Janeiro.

Ficamos na Cinelândia até quase meia-noite, nesta quinta-feira. Antes, participamos do ato realizado em frente à Assembleia Legislativa, e também da passeata ruidosa e comovente que percorreu várias ruas do Centro – parecia um mar de gente, não acabava nunca de passar…

Vi quase ninguém chorando. Acho que o choro já havia transbordado durante muitas horas. Vi muitos risos, muitos abraços, muita esperança naquela maioria de rostos jovens.

Como se houvesse um sentido maior, e mais além, em tudo o que está acontecendo. As sombras que nos rodeiam não são para serem ignoradas. Mas quero (queremos) acreditar que muuuitas Marielles estejam a caminho – aliás, muitas já estão entre nós – para construir efetivamente a Nova Era, justa e fraterna.

A sua passagem para um plano mais elevado, em decorrência de uma covardia tão torpe, assim como toda a movimentação que acontece nas redes sociais (independentemente dos cínicos e calhordas), são o prenúncio de dias melhores. Podem demorar um pouco ainda a chegar, mas eles vão chegar! As sementes boas se multiplicam.

É uma questão de Fé! E de Luta!

Muito obrigado, querida e amada irmã, guerreira! Exemplo de comprometimento e coragem, inspiração para todos nós. Como anunciaram os cartazes e frases escritas nos muros do Rio, você está presente! Você foi (e é) um presente abençoado em nossas vidas!
Com um Abraço,

Rogério Imbuzeiro (jornalista)

marielle
Foto: Nossa Politica

Abaixo, um poema que está circulando nas redes sociais.

Morreu.
Morreu a preta da maré,
a negra fugida da senzala
que foi sentar com “os dotô” na sala
e falar de igual pra igual com “os homi”.
A negra que burlou a fome de se saber,
que fez crescer dentro dela, o conhecimento.
Aquela, que por um momento de humanidade,
sonhou com a justiça, lutou por liberdade
e ousou ir mais alto,
do que permitia sua cor.
“Mas preta sabida, não pode!
Muito menos pobre! Não tem valor.”
Diziam as más línguas na multidão.
E ela ousou tirar seus pés do chão.
Morreu.
Morreu a “preta sem noção”,
que falava a verdade na cara do patrão,
que carregava a coragem, como bagagem,
no coração.
O tiro foi certo,
acertou com maldade,
ecoando seco no centro da cidade.

Anielli – Poeta de Volta Redonda/RJ

Au Revoir, Ciao, Hasta Luego, See you later, Até logo!

Michellândia

Nas redes 💻

✈Facebook: @blogmichellândia
✈ Instagram: @blog_michellandia
✈ Bloglovin’: Michellândia
✈ Linkedin: Michelle Graça
✈ Mochila Brasil: Autora Michelle Graça

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s