Special Tuesday Cape Studies: A importância do intercâmbio

Olá desbravadores!

Falar um outro idioma é fundamental profissionalmente, e para nos comunicarmos ao viajarmos. Tenho duas experiências traumáticas no que envolve o inglês e a falta do seu domínio: A primeira foi ao conhecer NYC, na qual entrei muda e saí calada por não dominar nada além do good morning, excuse me and sorry. O segundo trauma veio através de uma entrevista de emprego, ouvir da selecionadora que eu era a candidata perfeita, mas que não poderia preencher a vaga por não falar inglês… Foi o balde de água fria necessário para que eu procurasse uma escola de idiomas e iniciasse meu curso.

Passou-se um ano, o verbo to be e outras palavras fazem parte do meu vocabulário, mas a falta da fluência é um fantasma que me persegue, parte culpa minha e parte pela ausência de uma efetiva imersão na língua estudada.

img_20170919_19593777523272551.jpg
Eu ainda nas aulinhas de inglês / Turma da Personal Language Center

Aliada à minha deficiência na fluência do inglês vem a minha constante fome em conhecer o mundo, sair da bolha e me tornar uma pessoa melhor. Pesquisando muito em diversas fontes, inclusive com amigos que vivenciaram essa experiência, nasceu a vontade em fazer um intercâmbio.

Mas afinal, por que um intercâmbio é tão importante?

É importante ressaltar que não existe idade para se realizar um intercâmbio. Manter a mente em constante renovação e aprendizado é fator primordial para o aumento na qualidade de vida.

Se o que importa para você é o lado profissional, pessoas que dominam o inglês têm uma média salarial de 10% a 15% maior, garantem as melhores promoções e isso é um fator decisivo para contratações de multinacionais. 

Outro fator que influencia profissionalmente é que pessoas que vivenciam outras culturas costumam ter uma capacidade de adaptar-se e interagir muito maior, desenvolvendo competências comportamentais que são valorizadas nas organizações.

Cape Studies sala
Foto: Divulgação / Cape Studies / Rodrigo Pysi

Focando nas competências comportamentais, o intercâmbio afasta você da sua zona de conforto, vivenciando novas experiências em uma cultura diferente, conhecendo pessoas e aumentando seu network, fortalecendo sua rede de contatos e sua carreira.

Outra possibilidade é o intercâmbio social, modalidade em alta, onde além do curso de idiomas o intercambista desenvolve suas habilidades através de serviços sociais. Você ajuda outras pessoas, aprende um idioma e desenvolve competências através de novas experiências profissionais.

Apesar do foco no intercâmbio não ser turistar, em suas folgas existe a  oportunidade de conhecer as cidades e tudo que as cercam: sua história, cultura, arquitetura, costumes, gastronomia, enfim, desbravar no melhor estilo “morador local”.

Minha escolha

Cape Studies -
Foto: Divulgação/Cape Studies

Minha escolha de intercâmbio foi com a Cape Studies, por ser uma escola referência em um país que ganha meu coração por sua diversidade: África do Sul.

Acredito que minha experiência como intercambista em 2018 será inesquecível como aluna, profissional, desbravadora e, principalmente, como humanista. Um sonho que se realiza.

Que tal você também fazer parte desse sonho? Venha fazer seu intercâmbio com a Cape Studies.

Au Revoir, Ciao, Hasta Luego, See you later, Até logo!

Michellândia

Nas redes 💻

✈ Blog Geração Touch: www.geracaotouch.com
✈Facebook: @blogmichellândia
✈ Instagram: @blog_michellandia
✈ Bloglovin’: Michellândia
✈ Linkedin: Michelle Graça
✈ Mochila Brasil: Autora Michelle Graça

Foto Capa: Divulgação / Cape Studies

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s