Dica de livros para inspirar seu espirito viajante.

Olá desbravadores!

Quem acompanha o blog, provavelmente já se deparou com alguma das TAG´s respondidas por mim. Dentre tantas peculiaridades do meu ser, reveladas através das respostas dadas, um hobby apresentado foi meu amor pela leitura. 📖

Para mim, livros nos ajudam a adquirir conhecimento, passar o tempo, relaxar antes de dormir e viajar. Pensando em inspirar vocês para um próximo destino, ou apenas viajarem com a imaginação, convidei a Hanna do blog Mundinho da Hanna para criar uma  listinha com livros para inspirar seu espirito viajante.

Bon voyage! 

Olá meu povo, como estamos? É com muita alegria que vim aqui no Michellandia falar sobre um assunto que amo muito: livros. Mas não é qualquer livro, são os que falam sobre viagens. Ao receber a missão eu pensei: “Em que eu fui me meter! Eu nem leio livros sobre viagem! Só se eu falar de viagem interdimensional ou intergaláctica, pois são os únicos que leio com esse tema.”

Cheguei a pesquisar na internet alguns títulos para me inspirar mas, ao me deparar com os resultados de busca, achei melhor olhar com mais atenção na minha estante. Afinal quem procura, acha! E acabei achando uns títulos dos quais eu mesma sempre me imaginei fazendo essas viagens. Então preparem seus novos roteiros, aqui vamos nós!

 Livros de Dan Brown

Não tem como eu falar sobre viagens não pensar nos livros desse cara, principalmente os que ficaram mais famosos, por serem protagonizados pelo professor Robert Langdon. Apesar de não ser um livro voltado para viagens propriamente dito (está mais para um thriller), já repararam que o professor nunca resolve os crimes perto de casa? Pois é, ele é sempre “forçado” a viajar para resolver os crimes, que sempre tem um cunho histórico. Então ele tem que usar seus conhecimentos sobre História da Arte e passar pelos locais mais icônicos da Europa principalmente… =)

O Código da Vinci

CpCodigoDaVinci16x23cm_26mm.pdf
Foto: Divulgação

Robert Langdon viajou para Paris a fim de dar uma palestra sobre a Simbologia do Sagrado Feminino. Enquanto isso, um assassinato no Museu do Louvre traz à tona uma sinistra conspiração para revelar um segredo que foi protegido por uma sociedade secreta desde os tempos de Jesus Cristo. A vítima é o respeitado curador do museu, Jacques Saunière, um dos líderes dessa antiga fraternidade, o Priorado de Sião, que já teve como membros Leonardo da Vinci, Victor Hugo e Isaac Newton. Momentos antes de morrer, Saunière consegue deixar uma mensagem cifrada na cena do crime que apenas sua neta, a criptógrafa Sophie Neveu, e Robert Langdon, um famoso professor de simbologia de Harvard, podem desvendar. Para tal, precisam andar não apenas por Paris, mas também pelas antigas igrejas de Londres atrás do que seria o maior segredo de todos os tempos, o Santo Graal, motivo de tantas guerras na época dos templários e motivo das mais famosas lendas de Rei Arthur.

Anjos e Demômios

download
Foto: Divulgação

Às vésperas do conclave que vai eleger o novo Papa, Langdon é chamado às pressas para analisar um misterioso símbolo marcado a fogo no peito de um físico assassinado em um grande centro de pesquisas na Suíça. Ele descobre algo inimaginável: a assinatura macabra no corpo da vítima é dos Illuminati, uma poderosa fraternidade considerada extinta há 400 anos. A antiga sociedade ressurgiu disposta a levar a cabo a lendária vingança contra a Igreja Católica, seu inimigo mais odiado. De posse de uma arma devastadora (a anti-matéria), roubada do centro de pesquisas, ela ameaça explodir a Cidade do Vaticano e matar os quatro cardeais mais cotados para a sucessão papal. Correndo contra o tempo, Langdon voa para Roma junto a Vittoria Vetra, uma linda e jovem cientista, numa corrida frenética por criptas, igrejas e catedrais famosas, desvendam enigmas e seguem uma trilha que pode levar ao covil dos Illuminati.

Inferno

Inferno_livro
Foto: Divulgação

No meio da noite, Robert Langdon acorda de um pesadelo, num hospital. Desorientado e com um ferimento à bala na cabeça, ele não tem a menor ideia de como foi parar ali. Ao olhar e reconhecer a silhueta do Palazzo Vecchio, em Florença, Langdon tem um choque. Ele nem se lembra de ter deixado os Estados Unidos. Na verdade, não tem nenhuma recordação das últimas 36 horas. Quando um novo atentado contra sua vida acontece dentro do hospital, Langdon se vê obrigado a fugir e, para isso, conta apenas com a ajuda da jovem Sienna Brooks. Langdon tem então que seguir uma série de códigos misteriosos criados por uma mente brilhante e obcecada pelo fim do mundo, que aparecem de um objeto deixado em seu paletó, os quais estão ligados a uma das maiores obras-primas de todos os tempos: A Divina Comédia, de Dante Alighieri. Mais uma vez superando expectativas, Brown nos leva por uma viagem pela cultura, arte e literatura italianas – passando por lugares como Galleria degli Uffizi, Duomo de Florença e a Basílica de São Marcos.

O Símbolo Perdido

220px-LostSymbol
Foto: Divulgação

O célebre professor Robert Langdon é convidado às pressas por seu amigo e mentor Peter Solomon – eminente maçom e filantropo – a dar uma palestra no Capitólio dos Estados Unidos. Ao chegar lá, descobre que caiu numa armadilha. Não há palestra nenhuma, Solomon está desaparecido e, ao que tudo indica, correndo grande perigo. Mal’akh, o sequestrador, acredita que os fundadores de Washington, a maioria deles mestres maçons, esconderam na cidade um tesouro capaz de dar poderes sobre-humanos a quem o encontrasse. E está convencido que Langdon é a única pessoa que pode localizá-lo. Vendo que é sua única chance de salvar Solomon, o simbologista se lança numa corrida alucinada pelos principais pontos da capital americana: o Capitólio, a Biblioteca do Congresso, a Catedral Nacional e o Centro de Apoio aos Museus Smithsonian. Nas mãos de Dan Brown, Washington se revela tão fascinante quanto o Vaticano (Anjos e Demônios) ou Paris (O Código da Vinci).

 

Como Stella Recuperou o Rebolado (Terry McMillan)

cd9f5283fc42ed0757344900eadc585aded50972
Foto: Divulgação

 

Stella Payne tem 42 anos, é divorciada, mãe de um menino de 11 anos e analista financeira bem sucedida. Mas quando tem um rompante e viaja de férias para a Jamaica, seu mundinho é chacoalhado até a alma – não apenas pelo sol e pelo mar e por uma ilha cheia de homens atraentes, mas também por um homem em especial. Ele é alto, elegante, jamaicano, cheira a fruta cítrica e mar – e tem metade da idade dela. Stella sucumbe ao feitiço dos trópicos e logo se dá conta de que chegou a uma encruzilhada: terá de confrontar suas esperanças e medos em relação ao amor, assim como precisará questionar suas expectativas, suas paixões e ideias sobre a vida.

 

O Peixe Amarna (Cícero Sandroni)

8501064866Obra que traz mistério, espionagem, crimes não-sangrentos, heroi saído dos folhetins, História, perfume erótico e a sabedoria de personagens maduros, O Peixe Amarna é também, à maneira de Flaubert, uma educação sentimental. Que o diga o heroi e narrador dessa história, esse Juca que se pode vislumbrar de caderno na mão e lápis na cabeça. E Juca é escolhido para um trabalho simples e bem remunerado, que o leva a uma expedição arqueológica no coração da civilização do Egito, na cidade conhecida hoje como Amarna e onde estão os registros de Aquenaton, faraó casado com a bela Nefertite e fundador da cidade, a capital do Antigo Egito (e que nessa época se chamava Aquetaton). Aquenaton entrou na História por ter sido um soberano pacifista, poeta e que poderia ter mudado o mundo se tivesse conseguido implementar em seu povo o culto monoteísta a Aton – o deus Sol. Além disso, ele foi possuidor do que chamam peixe de Amarna, um peixe de vidro super raro, de prováveis poderes sbrenaturais, e que está depositado na coleção do Museu Britânico, no entanto, deve haver mais exemplares no meio da tumba do faraó… É isso ou roubar do museu… ou será que se roubaria o do museu e o da expedição?

“Assim é a história desse livro, que tenho certeza que vocês nunca ouviram falar (rsrsrs). Sim, é o único nacional em minha lista, mas não poderia deixar de falar desse achado numa feira de livros local. E eu achei sensacional por falar de um lugar no Egito que não fosse onde estão as famosas pirâmides, tem mais que isso pelo que era o império egípcio…” (Hanna Carolina)

 

O Guia do Mochileiro das Galáxias (Douglas Adams)

mochileiro
Foto: Divulgação

Este é o primeiro título da famosa série escrita por Douglas Adams, que conta as aventuras espaciais do inglês Arthur Dent e seu amigo Ford Prefect. A dupla escapa da destruição da Terra pegando carona numa nave alienígena, graças aos conhecimentos de Prefect, um E.T. que vivia disfarçado de ator desempregado enquanto fazia pesquisa de campo para a nova edição do Guia do Mochileiro das Galáxias, o melhor guia de viagens interplanetário.

 

A Maldição do Tigre (Collen Houck)

download
Foto: Divulgação

Kelsey Hayes perdeu os pais recentemente e precisa arranjar um emprego para custear a faculdade. Contratada por um circo, ela é arrebatada pela principal atração: um tigre branco. Kelsey sente uma forte conexão com o misterioso animal de olhos azuis e, tocada por sua solidão, passa a maior parte de seu tempo livre ao lado dele. O que a jovem não sabe é que seu tigre Ren é na verdade Alagan Dhiren Rajaran, um príncipe indiano que foi amaldiçoado por um mago há mais de 300 anos, e que ela pode ser a única pessoa capaz de ajudá-lo a quebrar esse feitiço. Determinada a devolver Ren à sua humanidade, Kelsey embarca para uma jornada na Índia, onde enfrenta criaturas imortais e mundos místicos, tentando decifrar uma antiga profecia. Ao mesmo tempo, se apaixona perdidamente tanto pelo tigre quanto pelo homem.

“Esse eu tinha que indicar, pois é o primeiro de 5 livros, que contam de uma forma que nunca vi sobre a Índia. Em todos da série vocês vão ver mitos e cultura hindu, além de lugares paradisíacos, templos e florestas, tudo de um jeito que eu nunca tinha lido e que ninguém lembra que a Índia existe.” (Hanna Carolina)

Volta ao Mundo em 80 Dias (Jules Verne)

download
Foto: Divulgação

Mr. Phileas Fogg, um metódico cavalheiro inglês, faz uma aposta inóspita com os membros do seu Clube: ele dará a volta ao mundo em 80 dias. Diante das dúvidas dos colegas, ele parte então para aventura, acompanhado pelo seu criado Passepartout. Para vencer o desafio, teria que estar de volta em Londres no dia 21 de Dezembro de 1872, às vinte horas e quarenta e cinco minutos. Além disso, a excêntrica aposta fará com que Fogg se torne o principal suspeito do assalto ao Banco da Inglaterra; pondo o Detetive Fix no seu encalço, perseguindo-o onde quer que Fogg vá… Do Egito à Índia, depois China, Japão, Estados Unidos e de volta à Inglaterra, somos levados numa viagem através de vários continentes, em diversos meios de transporte existentes na época – vapores, comboios, carruagens, até mesmo elefante -, numa jornada emocionante que desperta o nosso espírito de aventura e nos leva de volta à infância.

 

Viagem Fantastica (Isaac Asimov)

 

Viagem-Fantástica-1966-7
Foto: Divulgação

Um submarino é reduzido a tamanho microscópico e introduzido no corpo de uma pessoa, a fim de destruir um coágulo sanguíneo. Nesta obra o homem se aventura numa viagem dentro do seu próprio corpo: artérias, coração, capilares, pulmão, cérebro… Viajamos dentro de nós mesmos, invadimos um mundo que até então pensávamos ser algo já descoberto, sem maiores atrativos. No entanto, em virtude de uma inversão no referencial de grandeza, descobrimos um inteiramente novo corpo onde tudo é cor, movimento e luta incansável no ritmo da sobrevivência. Os personagens entram nesse novo universo com o tamanho de uma bactéria, para salvar a vida ultravaliosa de um cientista. E a nova descoberta apresenta características apaixonantes de toda primeira viagem ao desconhecido: o medo e a revelação.

Como podem ver, os livros podem nos fazer viajar, seja no mundo da imaginação, seja nos incentivando a conhecer os lugares que lemos sobre e só conhecemos por fotos do Google ou edição ilustrada dos livros aqui citados. Espero que todos tenham curtido minhas escolhas; como viram, ficou bem diferente do que se poderia imaginar, com thrillers, chick lit, fantasia, etc. Não importa o gênero, o importante é viajar! =)

 

***Minha Indicação***

 Na Natureza Selvagem (Jon Krakauer)

livro-na-natureza-selvagem

 

” A felicidade só é real quando compartilhada”  foi a maior lição que aprendi com a história verídica de Christopher McCandless, contata por Jon Krakauer nesse lindo livro e, em 2007, virou filme nas mãos de Sean Penn. A saga mostra a transformação vivida por Chris McCandless (Alex Supertramp para os íntimos) em sua viagem ao Alasca. Você vai se emocionar e, principalmente, refletir sobre os verdadeiros valores na vida.

 

 

 

 

Espero que tenham gostado das dicas! Deixe seu comentário com a indicação de um livro, que despertou em você, a vontade de conhecer um lugar.

Au Revoir, Ciao, Hasta Luego, See you later, Até logo!

Michellândia

Nas redes 💻

✈ Blog Geração Touch: www.geracaotouch.com
✈Facebook: @blogmichellândia
✈ Instagram: @blog_michellandia
✈ Bloglovin’: Michellândia
✈ Linkedin: Michelle Graça
✈ Mochila Brasil: Autora Michelle Graça

Foto Capa: Designed by Freepik

Anúncios

3 comentários em “Dica de livros para inspirar seu espirito viajante.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s