Visceralistas – New York, New York

É estranho chegar em um lugar que se conhece sem jamais ter estado. Nova Iorque é um déjà vu a cada esquina; tudo já apareceu em algum filme, série, telejornal, revista, rede social ou sonho. Apesar disso, mal coloquei os pés fora da Penn Station e já me surpreendi com esse tudo; estava deslumbrado com a pulsação da cidade, procurando no alto enxergar algo invisível, que não estaria lá, mesmo assim olhava para cima como todo bom turista. E tomei um encontrão.

1
Crédito: Arquivo Pessoal

Soltei um Sorry no meio da multidão, o que é o mesmo que falar para ninguém. Lembro-me de ter pensado que esbarrara em outro viajante procurando a mesma coisa intangível nos arranha-céus e não dei bola, apenas segui em direção à 7ª Avenida quando vi que atrás dos edifícios da rua 34 uma coisa redonda e dourada se exibia imponente: o templo Madison Square Garden!

Tomei outro encontrão.

É, eu devia maneirar no jeito turista de experimentar Nova Iorque. Agora estava atento, nada de bocabertice. Além disso, observar as pessoas também é uma forma de se aproveitar a viagem.

Avistei uma grávida vindo em minha direção; ela era parte de uma onda de pessoas que se aproximavam numa velocidade espantosa. Como atravessar esse tsunami? E como dar passagem para a futura mamãe se eu também era parte de uma onda que me impedia de me mover para os lados? Bom, posso ceder um pouco e ela cede outro pouco, claro, como qualquer pessoa educada faria.

Outro esbarrão.

Só porque é grávida está se achando a dona da 7ª Avenida. Enquanto reclamava mentalmente, tomei mais um encontrão e nem vi de onde veio. Porra, tem um milhão de pessoas aqui; se todo mundo age assim, essa cidade é insuportável.

A raiva começou a irrigar o meu cérebro. Passei a ver a sétima como uma 25 de março de grife, mas segui minha caminhada, claro, tinha que chegar à Times Square.  Ainda vou mostrar para esses ianques que os brasileiros são mais gentlemen do que eles. Mais uma pessoa vindo em minha direção (dessa vez um homem com a cara enfiada no smartphone). Mais uma vez fiz o que pude para não trombar. Mais uma vez levei um chega pra lá. A única diferença é que agora fui xingado: Asshole!  Puta que pariu, que cuzão! Esses americanos são uns mal educados da porra.

Perdi a paciência. No próximo vou dar um encontrão – e com força, para derrubar se o babaca estiver distraído.

Escolhi a minha vítima: um branquelo loiro, redneck da metrópole que com certeza tem rifles em casa e votou no Trump. Para melhorar a minha vingança, a calçada estava mais estreita devido a uma obra. Ali todo mundo se batia, parecia aquela competição de automóveis na qual os carros têm que se chocar. O redneck tá vindo. Não vou ceder um milímetro. E se reclamar viro e dou um empurrão, se bobear até um soco. Esses filhos da puta se acham melhores do que os outros; a forma de andarem na rua é apenas uma pequena demonstração do quanto se sentem superiores. Nova Iorque é uma cidade incrível, pena estar cheia de americanos.

Lá vem ele! Preparei-me para o choque: enrijeci o ombro, fechei a cara. Ele me viu, seu olhar soberbo já está reivindicando a preferência. Chegamos à pontezinha de ferro armada sobre o buraco da obra. É agora!

O ianque parou, sorriu simpático e fez com a mão o gesto para eu passar.

Agradeci, ouvi You’re welcome e me envergonhei por cair na tentação de ser um idiota. Foi um tapa de luva que deixou em mim uma lição óbvia e importante: os americanos são pessoas iguais a todo mundo. E fazem de Nova Iorque uma cidade como qualquer outra.

Mini Bio - Parceria Michellandia

 

Au Revoir, Ciao, Hasta Luego, See you later, Até logo!

Michellândia

Nas redes 💻

✈Facebook: @blogmichellândia
✈ Instagram: @blog_michellandia
✈ Bloglovin’: Michellândia
✈ Linkedin: Michelle Graça
✈ Mochila Brasil: Autora Michelle Graça

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s