Por que viajar transforma?

Olá desbravadores, tudo bem com vocês?

Uma das perguntas constantes no meu ciclo de amizade é: “Michelle por que você gosta tanto de viajar?”. Pensando nessa pergunta tão simples e significativa, trago para vocês a resposta que habita meu coração: Eu gosto de viajar porque viajar nos transforma. 

Sou prova viva dessa transformação, viajar me fez olhar projetos e planejamentos de uma forma diferente; sou bem mais organizada e detalhista atualmente do que na minha primeira viagem.

Percebi que não preciso mais preencher minha vida comprando coisas, que  vivenciar momentos é muito mais valioso que “coisas”  que perdem o porque de se ter.

Além disso, nos transforma porque você passa a ser mais flexível e ter jogo de cintura com os perrengues que acontecem quando estamos longe da nossa zona de conforto. Essas surpresas te tornam uma pessoa mais tolerante, com o mundo e principalmente com você. Aprender a perdoar seus erros e tirar um bom proveito deles foi uma das lições mais bonitas que viajar me ensinou.

Um sentimento, um gostar ou não gostar, uma emoção, amar a mim mesma e compreender os que estão comigo a todo instante. Que preciso zelar por mim, por minha segurança, meu bem estar, minha diversão, enfim, me amar e cuidar de mim com todo o carinho que existe no mundo.

Ensina o verdadeiro significado da palavra respeito, sendo ele ao próximo, a diversidade, ao que contradiz ao que você acredita: você pode até discordar mas aprende a respeitar.

Viajar empodera, porque você se torna dona do seu caminho, das suas escolhas, dos destinos que quer conhecer ou não.

Ensina a valorizar cada minuto da sua vida, cada pessoa que a vida lhe trouxe, cada paisagem que tira seu fôlego tornando cada dia um dia de gratidão. Novos amigos, novos momentos, novas histórias, adiciona vida à sua vida. Traz conhecimento, aprendizado em todas as formas: do museu ao povo; você aprenderá diariamente algo que te servirá.

Agrega consciência ambiental, sócio cultural e geográfica, você aprende o valor da água potável, das manifestações folclóricas e do aprender direita e esquerda…rs.

Amplia sua visão do mundo, você percebe que nem sempre a sua dor é tão intensa, você entende que em todo lugar tem problemas e alegrias, percebe que o mundo é muito maior e belo do que passa na televisão. Você descobre o significado da frase da sábia Dorothy do filme Mágico de OZ: “Não há lugar como nosso lar!”.

Ah amigos desbravadores, realmente não há! Viajar me ensinou a valorizar as coisas que eu tenho na vida, e a entender que menos é mais, que se algo não aconteceu da forma que você queria, não significa que não deu certo, significa que o universo tinha planos mais ousados para você.

Convido  a todos viajar, não precisa ser para o exterior, comece pela sua região, seu estado, seu país, seu continente e aos poucos, tenho certeza, seremos os maiores desbravadores desse mundo. 

Au Revoir, Ciao, Hasta Luego, See you later, Até logo!

Logo Michellândia

Nas redes 💻

✈ Blog: www.michellandia.com
✈Facebook: @blogmichellândia
✈ Instagram: @blog_michellandia
✈ Bloglovin’: Michellândia
✈ Linkedin: Michelle Graça
✈ Mochila Brasil: Autora Michelle Graça

Foto Capa: Designed by Freepik

Anúncios

25 comments

  1. Poxa Mi, que texto legal, incentiva as pessoas a viajarem mais, ver paisagens diferentes e sensações inéditas.
    Lendo o texto como uma pessoa normal (ja ja explico isso…kkk) dá vontade de viajar mesmo, de sair pesquisando, investindo nisso. E aí fica pensando: nossa essa Michelle é fodona, ela sabe viver, vou pedir dicas p ela, isso é uma vida feliz…
    E eu sou a anormal, porque tenho o grande privilégio de ser sua amiga e estar incluída em suas viagens. (não é normal ter a sorte de uma amiga assim). Entao todo esse aprendizado que você diz que a viagem nos tras… eu vivenciei e aprendi junto de você. Que sorte a minha né?! Obrigada por trazer esse encanto em nossas vidas.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Nossa Dani, fiquei super emocionada com seu comentário! Passou um filme na minha cabeça das nossas histórias, perrengues, risadas, cartóns e esperas no aeroporto…rs É muito bom ter pessoas tão especiais ao meu lado nessas aventuras mundo afora, espero que sejam cada vez maiores e mais desafiadoras ❤ Obrigada amigona por fazer parte da minha vida!!!!

      Curtir

  2. Oi Mi
    Eu não sou muito de viajar.Sou daquelas pessoas que tem um treco só de pensar que tem de sair.
    Fico perdida na hora de fazer a mala,acontecer uma desgraça no meio do caminho.
    Mas uma parte de mim entende todo esse amor por viajar, conhecer lugarez diferentes ,ver paisagens lindas , conhecer pessoas.novas.
    A maioria das viajens que eu fiz ,vi as coisas apenas pela janela do automovel e muitas das vezes eu queria estar ali na rua ,poder fotografar , conhecer aquilo realmente.
    Mas um dia acho que vou poder te entender completamente
    Beijos
    Meu mundinho quase perfeito

    Curtido por 1 pessoa

    1. Babi ❤️ Quando eu resolvi fazer o blog, o meu maior desejo era tocar pessoas como vc, encorajado e mostrando como viajar pode contribuir no nosso crescimento como ser humano. Tenho certeza que em um futuro breve, verei lindas fotos suas em lugares lindos 😉 O primeiro conselho é: não pense no ruim que possa acontecer, pensa no novo que vc pode descobrir 😍

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s