Minha experiência com a Airbnb

Olá desbravadores!

Talvez a postagem mais longa na história desse blog…rs! Mas, é importante que tudo seja bem explicadinho, não é mesmo?

Antes de começar a falar sobre o Airbnb, é importante esclarecer que essa postagem trata-se de uma visão pessoal sobre a experiência vivida com a plataforma, em minha última viagem internacional, sem a intenção de julgar ou prejudicar qualquer empresa ou pessoa envolvida no relato, estamos entendidos?

Utilizei a plataforma no planejamento da viagem para Buenos Aires, Punta Del Este e Montevidéu realizada em Outubro/2016. Éramos 5 aventureiros, em busca de três lugares bacanas, para serem chamados de lares no período de dez dias.

Funcionalidade na busca e reserva.

A funcionalidade do site é excelente: inicialmente você seleciona para Onde vai, Quando vai e Quantas pessoas vão com você. Além desses filtros básicos, o site disponibiliza opções mais específicas como número de banheiros ou camas, quais comodidades são essenciais para o grupo como cozinha ou WiFi, localização preferencial que pode ser escolhida por bairro ou visualmente no mapa, enfim, uma infinidade de possibilidades para direcionar ao máximo sua busca ao local perfeito para você.

arbnb_1Foto: Reprodução / Airbnb

Na hora da reserva um diferencial oferecido é a Reserva Instantânea onde você escolhe a casa e não precisa da aprovação do anfitrião para reservar. Caso a casa escolhida não esteja com essa função liberada, você preenche todos os quesitos de reserva, escolhe a forma de pagamento que melhor lhe agrade e aguarda o anfitrião aprovar sua reserva. Depois da aprovação é só contar os dias para a viagem e desfrutar do local escolhido 😉

Concluindo: A plataforma do Airbnb é excelente, sendo muito simples buscar um local que lhe agrade e reservá-lo.

Voltando aos 5 aventureiros…

14606486_1114644218632095_6005073290801304923_nFoto: Michelle Graça / Michellândia

Apresentando: Deh, Mi, Dani, Day e Vânia (nosso patrimônio cultural)!

Depois de gostar de praticamente todas as casas que apareciam nas nossas buscas, fazer votação e sorteio, escolhemos nossos três lares de férias nos atentando aos bairros, em ter um lugar só nosso, no número de quartos onde todos pudessem ficar confortáveis e sempre ter mais de um banheiro (primordial para sobrevivência em grupo).

Nossa escolhas:

airbnb_2Foto: Reprodução / Airbnb

E ai que começa a aventura…

Buenos Aires de 15/10 a 19/10 e Montevidéu de 22/10 a 25/10

Foto: Reprodução / Airbnb

Sem dúvidas nossos acertos!!!

Pra começar a casa de Buenos Aires era de tirar o fôlego (queria morar nela…rs), super bem equipada e localizada nos fez sentir como verdadeiros locais na terra de nuestros hermanos. Tínhamos uma sensação de família na casa: preparávamos nossas refeições, sentávamos à mesa e interagíamos bastante planejando nossos passeios do dia seguinte ou apenas divagando sobre a vida e suas surpresas! Essa casa possibilitou uma união muito gostosa ao nosso grupo, nos divertimos muito nela e pelo bairro já que fazíamos tudo caminhando. Uma outra observação muito importante: Oliver nosso anfitrião foi sempre muito atencioso e receptivo, o que nos trouxe muita segurança caso tivéssemos qualquer imprevisto.

Na casa de Montevidéu não foi diferente, Diego nosso anfitrião foi hospitaleiro e prestativo, nos explicando sobre o bairro e tirando nossas duvidas sobre locomoção. O apartamento era um aconchego só lembrando muito a casa de uma vozinha sorridente. Super confortável, com uma varandinha e NETFLIX, que nos momentos de cansaço após rodar pela cidade inteira foi nosso companheiro: preparávamos nosso jantar e sentávamos na sala para assistir River (recomendo). Como era nosso final de viagem foi o local perfeito para recuperar nossas energias e retornar ao Brasil.

Minha conclusão sobre essas duas experiências é que escolhendo o local certo vale muito a pena se hospedar pelo Airbnb. Um dos maiores benefícios foi a união e interação que tivemos ficando todos no mesmo local, coisa que em um hotel ou hostel provavelmente não aconteceria já que cada um tem seu quarto e acaba se encontrando apenas nos horários marcados para os passeios.

Outra sensação muito gostosa que alugar essas casas nos trouxe foi a de vivenciar a experiencia de “morar” no local: íamos ao mercado, frequentávamos os bares e restaurantes próximos, andávamos aleatoriamente pelas ruas conhecendo o comércio local, cuidávamos da casa como se morássemos nela, enfim, foi uma experiência que complementou a viagem de férias.

Senta que lá vem perrengue…

puntaFoto: Reprodução / Airbnb

E ele infelizmente aconteceu onde criamos mais expectativas: Punta Del Este. Sem dúvidas em nossas escolhas foi a casa que mais nos encantamos, lembro da gente admirado com a casa de Buenos Aires que era sensacional e falando “Imagina a de Punta”.  Uma lição aprendida: fotos enganam e muito! Elas nem sempre mostram a realidade da casa, o estado de limpeza e os odores do local.

Em resumo: Chegamos um pouco mais cedo e o anfitrião estava fazendo uma “pequena reforma” em um dos quartos. Ficamos em estado de choque ao ver um canteiro de obras em um dos quartos, papelões pelo chão e o cheiro de cimento misturado com os odores de uma casa fechada a muito tempo. Respiramos fundo e combinamos que iríamos ao mercado e voltaríamos depois. No retorno o anfitrião apresentou a casa e foi decepção atrás de decepção: além da obra feita no dia que chegamos, a casa estava fedida e suja ao ponto de termos nojo de sentar ou tocar nas coisas.

Infelizmente o Airbnb tem uma falha muito grave em seu suporte ao hóspede, tentamos ligar em todos os telefone que existem no site, buscamos chat´s, fale conosco, e-mail de contato e qualquer mecanismo onde pudéssemos saber como agir, como seria o cancelamento caso optássemos por ele, como conseguiríamos um novo local para pernoitar, enfim, milhares de dúvidas e nós sem uma luz no fim do túnel.

Foi então que Vânia- nosso patrimônio – em sua sabedoria nos convenceu a encarar o problema da forma mais prática e rápida: voltamos ao mercado, compramos produtos de limpeza e fizemos um mutirão pra deixar a casa habitável. Essa foi nossa solução mais econômica já que não sabíamos como o Airbnb ressarceria nosso dinheiro. Nessa confusão toda o proprietário apareceu na casa e nos prometeu o envio de alguém para limpar a casa no dia seguinte, o que realmente aconteceu. Uma observação nisso tudo: estava muito frio na noite que chegamos e o chuveiro não esquentava, imagina nosso nervoso pra tomar banho de noite 😦

Depois de todos os perrengues e nervosos, nossa faxina e a faxineira no dia seguinte (que até hoje não entendo porque o anfitrião não enviou antes de entrarmos na casa) conseguimos esquecer e seguir adiante, foi um exercício de superação a frustrações e expectativas. A lição que ficou foi: não confie tanto nas fotos, seja flexível com os problemas e LEIA OS COMENTÁRIOS DOS OUTROS QUE FICARAM NA CASA, inclusive o meu que deixei depois 😉

Veredito Final

AirbnbFoto: Divulgação / Airbnb

Uso e indico o Airbnb! É importante termos a consciência que são pessoas alugando suas casas, os padrões de excelência no atendimento e limpeza são diferentes de ser humano para ser humano, e é necessário que nos locatários tenhamos a devidas precauções ao alugar: comparar com outros imóveis, ler os comentários de outras pessoas que se hospedaram no local, ler as opiniões sobre o anfitrião, olhar e analisar bem as fotos, enfim, todo cuidado é pouco para você não se frustar no final.

E no final das contas tivemos uma história sensacional para contar na volta da viagem. Hoje quando lembramos do ocorrido sempre rimos muito e lembramos das lições que aprendemos.

Se alguém tiver o interesse nos contatos das casas, é só pedir nos comentários que eu passo !

Espero que tenham gostado da postagem! Se tiveram alguma experiência positiva ou negativa com o Airbnb conta pra gente nos comentários 😉

Au Revoir, Ciao, Hasta Luego, See you later, Até logo!

Michellândia

Nas redes 💻

✈ Blog Geração Touch: www.geracaotouch.com
✈Facebook: @blogmichellândia
✈ Instagram: @blog_michellandia
✈ Bloglovin’: Michellândia
✈ Linkedin: Michelle Graça
✈ Mochila Brasil: Autora Michelle Graça

Foto Capa: Divulgação / Airbnb

Anúncios

36 comentários em “Minha experiência com a Airbnb

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s